Olhem o que temos por no chica escreve!

Olhem o que temos por no chica escreve!
Basta clicar!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

  ♥ Pouco lhe bastava...Tão pouco!!!... ♥
 

Imagem daqui

O ambiente naquele Fórum era pesado, pessoas chegavam correndo, atrasadas para seus horários, após passar por uma fila para triagem.

Antes de entrar na sala onde seriam ouvidos em suas causas, passavam pelo guichê para pagar custas... Com comprovante em mãos e os documentos esperavam ser chamados para a oitiva da justiça.

Esse era o ambiente.
Esse o cenário...

Nessa sala de espera, adentra uma senhora com uma gata amarela ao colo, vestida com roupas de tricot, casaquinho e tudo mais.

Entra afobada, tenta sentar... Não havia espaço.

Fica em pé, mas tentando fazer amizade com quem perto dela estava.

Lhe foi dito por uma funcionária que ali era local de silêncio...

Quieta, ao seu modo, ali ficou...

Quando de repente, resolveu não mais esperar. Entrar na sala para ser ouvida.

Uma juíza sisuda, loira, linda atrás de um púlpito a olhou assustada e pediu que lhe entregasse os documentos e o recibo de pagamento das custas.

Foi dito então que nada tinha e que viera até ali só pra que alguém a ouvisse.

- Não tenho papel nenhum, documentos muito menos...
Começou então a contar destrambelhadamente o que a afligia...

- Tudo por causa dessa gata aqui ó, doutora, falava enquanto acariciava a velha gata em seu colo...

Meu genro, marido de uma das minhas filhas, não quer mais  deixar eu morar com minha gata e a casa é minha, doutora!

Brigamos todos os dias e ele agora disse que vai matá primeiro a gata ,depois eu!
Não posso mais suportá isso!


A bela juíza, quase que não acreditando na cena diante de seus olhos, sorri...

Ao fazê-lo a senhora diante dela amoleceu...

_ Eu sabia que a juíza ia me ajudá, ia me ouví e ía me entendê!

Foi para o outro lado do púlpito, largou a gata no colo da juíza e deu um abraço.

Era tudo o que eu precisava, doutora!

Cheguei aqui mal, triste, agora saio bem...

E com um sorrisão nos lábios, deixa a sala...Realizada, feliz...Alguém a tinha ouvido, era o que precisava..

Do genro? Um bom pau de vassoura o faria correr!!!

A doutora ali na sala, agora sozinha, pensa e repensa sua vida...

Que bom se a justiça fizesse sempre a alegria das pessoas!

Utopia, sabe ela!


*Inspiração num sonho que tive com uma gata assim e me sentei para escrever...Deu nisso,rs...

17 comentários:

  1. Belíssimo momento querida amiga ,muitos beijinhos no coração ,felicidades

    ResponderExcluir
  2. Que xonho munito ocê teve!! Nos xonhos é anssim, mai na renhalidade quedê a tar justiça ?
    Bjão e DeusssssssssssssssssssssssssssssKiajude...

    ResponderExcluir
  3. E as vezes a justiça é tão cega, e seria tão simples fazer a felicidade

    ResponderExcluir
  4. A filha dessa mulher tá muito mal casada rsrsrs

    ABÇ
    JAN

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante o conto que criou e como seria bom se nada se precisasse fazer para tudo dar certo, apenas ouvir. bjs

    ResponderExcluir
  6. A bela arte de contar um conto.
    Interessante caso que bem sabemos acontece neste mundão de meu Deus como diria lá em Minas.
    Bela criatividade Chica,aplausos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Sempre criativos e interessantes os seus contos! Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Lindo, Chica...Há tantos gritos para serem ouvidos e poucos para ouvir, a justiça então...não anda muito boa dos ouvidos...e olhos.

    ResponderExcluir
  9. Que venham mais e mais inspirações como essa, uma grande verdade há tanta gente que só quer ser ouvida e isto basta, triste é conversar com as paredes, obrigada minha amiga.

    ResponderExcluir
  10. Inspiração superboa, Chica! Quanta lição podemos tirar do seu sonho e criação, MUITAS...
    A justiça de Deus nunca falha, ela é perfeita! E não tem nada que esteja oculto que não venha à luz...

    Bjs + abçs

    ResponderExcluir
  11. Oi Chica,
    Adorei seu conto! Gostaria de sonhar assim tb.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Bela inspiração, Chica! Tipo do sonho que dá gosto ver realizado! :) Cadê os abraços praianos? :) Boa semana!

    ResponderExcluir
  13. Que sonho ! ainda bem que apareceu uma juíza do bem pra deixar a dona do gato mais aliviada, afinal ela é dona da casa e da gata ! entendo perfeitamente essas conjurações

    bjs

    ResponderExcluir
  14. Há momentos em que um pequeno sorriso tem um valor extraordinário. Já a justiça, quando faz a alegria de quem ganha a causa, faz a tristeza de quem a perdeu. Rsrs. Bela participação Chica.

    Abraços,

    Furtado

    ResponderExcluir
  15. Simplesmente adorei esse seu momento de inspiração, o qual nos presenteou com essa história sensível e encantadora. Ela me ensinou que é preciso estarmos atentos para ouvir o outro, deixar a correria da vida de lado, sentar e prestar atenção no outro que deseja, muitas vezes, apenas uma palavra, um sorriso, um olhar terno e um minuto de atenção. Mais um blog seu que estou amando seguir, beijos carinhosos.

    ResponderExcluir
  16. Que thriller pavoroso. Grata pela visita ao blog. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  17. Boa noite, colega Chica!
    Inspiração supimpa, uai! Parabéns por mais um texto cativante e ainda com um felino em questão, adorei!
    Sei que há tempos não apareço mas sempre que posso, cá estou. Tenha uma linda nova semana e obrigada pela visitinha em meu blogue. Abração pra você! :)

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿